O julgamento de si no outro: a viagem de Victor Cousin da França a países alemães e suas implicações pedagógicas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48751/CAM-G5S1-Y740

Palavras-chave:

Victor Cousin, Educação Comparada, História da Educação, Formação de professores, História Transnacional

Resumo

O presente trabalho propõe-se a relatar as implicações pedagógicas da viagem de Victor Cousin da França para alguns países alemães, em 1831, a partir do relatório sobre a instrução pública por ele próprio elaborado. O objetivo foi averiguar a dimensão transnacional dessa viagem, considerando-se a dimensão comparada e analítica das reflexões desenvolvidas pelo autor acerca de
um território que lhe era estrangeiro. Do ponto de vista do método, o estudo do relatório, focado em sua primeira parte, ocorreu a partir de categorias temáticas, eleitas como ferramentas operatórias oportunas para a abordagem do tema. Como resultado da investigação verificou-se que havia uma via de mão dupla no olhar de Victor Cousin sobre a realidade educacional alemã. Ao mesmo tempo em que expressava sua admiração e estranhamento com aquilo que presenciava, manifestava também sua dimensão comparada, dado que seu olhar tinha lentes francesas para observar aquela realidade estrangeira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

21-07-2022

Como Citar

Silva, A. R. e . (2022). O julgamento de si no outro: a viagem de Victor Cousin da França a países alemães e suas implicações pedagógicas. Cadernos Do Arquivo Municipal, (18), 1–12. https://doi.org/10.48751/CAM-G5S1-Y740